Menu Principal
Usuários Online

2º Domingo do mês de agosto: celebramos a vocação familiar

 

 

 13 de Agosto de 2017

vocacão familiarAo celebrar o segundo domingo, lembramos e rezamos pela Vocação Familiar.  A Família é a primeira responsável pela educação dos valores cristãos. A vocação matrimonial é um dos mais nobres chamados que alguns cristãos escutam desde o primeiro momento do namoro.  

Estando presente na vida da Igreja, os Pais e Filhos devem gerar a sociedade do amor fraterno, pois como diz a canção Oração pela família do Pe. Zezinho, a família deve encontrar caminhos que lhe preencham e de maneira especial, sendo um “lócus” (lugar) da presença divina, manifestado no amor conjugal. “Que a família comece e termine sabendo onde vai, e que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor, e que os filhos conheçam a força que brota do amor!…. Que marido e mulher tenham força de amar sem medida, que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão. Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida, que a família celebre a partilha do abraço e do pão!”.

Assim nos diz o Catecismo da Igreja Católica nº 1643: "O amor conjugal comporta uma totalidade na qual entram todos os componentes da pessoa – apelo do corpo e do instinto, força do sentimento e da afetividade, aspiração do espírito e da vontade: o amor conjugal dirige-se a uma unidade profundamente pessoal, aquela que, para além da união numa só carne, não conduz senão a um só coração e a uma só alma; ele exige a indissolubilidade e a fidelidade da doação recíproca definitiva e abre-se à fecundidade. Numa palavra, trata-se das características normais de todo amor conjugal natural, mas com um significado novo que não só as purifica e as consolida, mas eleva-as, a ponto de torná-las a expressão dos valores propriamente cristãos."

O Beato Paulo VI, no documento “EvangeliumNuntiandi” destaca que a “Família é a primeira Igreja doméstica” (nº11), que unida à Igreja instituição vivem a união, o diálogo e o serviço a vida, na comunidade, ao anúncio do Evangelho, a oração e pelo testemunho de fidelidade e santidade. A família cresce na medida em que participa dos diversos ambientes, pois nesses lugares ela é chamada a dar e receber o que tem de melhor, comprometendo-se em tornar a sociedade um lugar nobre de convivência e coletividade, pelo bem da única família que nasceu do coração de Deus: o seu povo.

 

13 de Agosto – 19° Domingo do Tempo Comum – Vocação Familiar
(Autoria: Seminarista João Gabriel da Cruz Andrade 1º Ano de Filosofia)

R: Dai-nos Senhor coragem de sermos fiéis a nossa vocação.

 – Pai de amor infinito, confirmai o sim dos membros de vossa Igreja, que encorajados pelo evangelho saibam ser fieis a vocação que vós os confiastes, concedei particularmente aos casais a graça de fazerem suas famílias locais de iniciação cristã para seus filhos. Rezemos ao Senhor.

– Pai de infinita sabedoria, dai coragem aos que sofrem provações, não permita que as famílias que caminham em meio ao vento impetuoso do mundo percam a esperança e a fé na voz do Cristo.Rezemos ao Senhor.

– Deus de amor paternal, não permitais que o medo reine no coração de vossos filhos, fortalecei as famílias na caridade evangélica, para que a sociedade não sofra com as injustiças e corrupções.Rezemos ao Senhor.

– Pai todo misericordioso, mandai o vosso Espírito Santo a todas as famílias, que nenhum medo ou barreiras as impeça de caminhar ao vosso encontro, e que os casais saibam cumprir com amor a vocação de serem fieis a suas promessas matrimoniais. Rezemos ao Senhor.

 

Pe. Dênis E. Moscardi - Reitor do Seminário Coração de Maria

 

 

 

 

 

 

 

 

Pe. Denis Eduardo Moscardi
Reitor do Seminário Coração de Maria – Sjbv

 

Nossa página no Facebook