Beatificação do Pe. Donizetti reuniu cerca de 20 mil pessoas

Cerca de 20 mil fiéis e devotos, cardeais, arcebispos, bispos, padres, seminaristas, religiosos (as), autoridades civis de nossa diocese, e também vindos de todo o Brasil, enfrentaram o sol e o calor intenso deste sábado (23), para acompanhar a Santa Missa e Rito de Beatificação de Donizetti Tavares de Lima, “Apóstolo da Acolhida”.

Pe. Donizetti tornou-se Beato, com a presença do representante do Papa Francisco, Cardeal Giovanni Angelo Becciu, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

A espera durante esses 27 anos, foi reconhecida pela multidão com muita alegria e emoção dos fiéis devotos, a emoção tomou conta de todos os presentes no momento em que foi mostrada a imagem do Beato Donizetti, muitos com os olhos marejados que, mesmo embaixo de guarda-chuvas e sombrinhas não escondiam a emoção de fazer parte desse momento tão especial e histórico para a Igreja.

Desde a publicação do decreto da Beatificação de Pe. Donizetti, no dia 6 de abril de 2019, até a data de 23 de Novembro, devotos iniciaram uma verdadeira peregrinação ao Santuário Nossa Senhora Aparecida de Tambaú (SP). O local foi construído graças a um sonho do Beato Donizetti, concretizado apenas após o seu falecimento em 16 de junho de 1961. Hoje, o Santuário abriga o túmulo do Beato Donizetti, que conta agora com uma nova capela, aberta ao público.

O Cardeal Becciu chegou ao Brasil na sexta-feira (22), e visitou o Santuário, a Casa Museu Beato Donizetti, e outros locais. Para o Cardeal, o Beato Donizetti é um exemplo de sacerdote a ser seguido, e que nos inspira para o espírito missionário.

O solene acontecimento da Beatificação de Padre Donizetti Tavares deve ser uma fecunda ocasião de renovação espiritual e de impulso missionário, especialmente para esta Comunidade diocesana. Olhando para o novo Beato, todos os sacerdotes e todas as pessoas consagradas, estou certo, terão motivo para se esforçar a crescer no espírito missionário, trabalhando para que o Evangelho seja anunciado a todos os homens, neste território mas também até aos extremos da terra, se empenhando, como ele, a viver uma relação íntima de amor com Jesus Eucaristia, porque somente por Cristo, com Cristo e em Cristo, podemos colaborar com o cumprimento da salvação. Também vocês, fiéis leigos, especialmente as famílias e os jovens, são enviados a olhar com simpatia para o novo Beato num momento de enfraquecimento dos verdadeiros valores“, declarou o Cardeal encerrando sua homilia, onde pediu a intercessão e oração ao Beato Donizetti.

Nosso bispo diocesano, Dom Antonio Emidio Vilar, sdb, também explanou sobre a gratidão deste momento vivido em nossa Diocese e destaca o exemplo de vida do Pe. Donizetti:

“Eminência Rvma, Angelo, Cardeal Becciu, agradecemos em sua pessoa, à Sua Santidade, o Papa Francisco, por inscrever o venerável servo de Deus Donizetti Tavares de Lima no número dos Bem-Aventurados da Santa Igreja. Se para os devotos do Padre Donizetti ele sempre foi considerado santo, hoje chegou o dia tão esperado em que a própria hierarquia da Igreja confirma e declara, oficialmente, a santidade do Bem Aventurado Donizetti.
Hoje é o dia de louvarmos e agradecermos a Deus pelo dom, o presente de Deus, do B. A. Donizetti.

Hoje, o clero diocesano recebe de Deus seu exemplo de santidade e carisma a ser imitado. Sua imagem nos deixa este legado: uma mão a abençoar e a outra mão junto ao peito, sobre o coração, como um sinal do Coração sacerdotal de Jesus, fonte de toda bênção para o seu povo.
O exemplo e a intercessão do Bem Aventurado Donizetti nos anime e nos fortaleça em nossa vocação e missão; ainda mais, porque ele sempre contou com a mediação de Nossa Senhora Aparecida, a quem sempre recorria. E Ela, a Mãe de Deus e nossa Mãe, lhe alcançava todos os bens de seu Divino Filho”,
destacou Dom Vilar.

Agora a Diocese de São João da Boa Vista aguarda os próximos passos para a Canonização.