ANO A – III Domingo do Advento: Sinais da chegada

O 3º domingo do Advento é o Domingo da alegria.Advento, mais que preparar o Natal, é celebrar a chegada do Senhor. O primeiro sinal de sua chegada é a Alegria, pois o Senhor que esperamos já está conosco e com Ele preparamos o Advento do seu Reino.

Is 35,1-6a.10 é um Hino à Alegria. O profeta desperta e fortalece a esperança dos exilados. O povo vivia na escuridão, com Jerusalém e o templo destruídos, e com o povo deportado na Babilônia. Mas, o profeta fala da Alegria dos tempos messiânicos, do deserto que vai florir, da tristeza que vai dar lugar à alegria, e que Deus libertará os cegos, coxos e mudos de suas doenças. Eis os sinais da chegada de um mundo novo, onde não haverá mais lugar para a doença, a dor e o pranto.

Tg 5,7-10 convida à espera com Paciência.

Em Mt 11,2-11, Jesus mostra que o mundo novo anunciado pelo Profeta já chegou. Vejamos:

1. A pergunta de João Batista: João Batista preso por Herodes por censurar sua conduta, ouve falar das obras de Cristo, tão diferente do que anunciara como juiz severo que castigaria os pecadores. Ao invés, vê alguém que se aproxima dos pecadores. Perplexo, envia a Jesus dois discípulos para perguntar: És tu aquele que há de vir, ou devemos esperar por outro?

2. A resposta de Jesus: Jesus responde com seis sinais de libertação, antes anunciados por Isaías: Ide contar a João o que ouvem e veem: cegos tem a vista, paralíticos andam, leprosos são limpos, surdos ouvem, mortos ressuscitam, e os pobres são evangelizados. E acrescenta:  Feliz quem não se escandalizar de mim. Jesus mostra a João que as suas obras comprovam a era messiânica, mas sob a forma de atos de salvação, não de violência e castigo.

3. O testemunho de Jesus sobre João: João Batista não é caniço que dobra com o vento: não é pregador oportunista que se adapta às situações; não é corrupto que vive no luxo! É maisque Profeta! É o maior dos nascidos de mulher! Porém: o menor no Reino dos céus é maior do que ele. Os que são do Reino valem mais do que aqueles que o prepararam. O Novo Testamento é superior ao Antigo; a Igreja à Sinagoga; a Lei de Cristo à Lei de Moisés.

A Ação de Deus deve continuar na História através de gestos concretos dos seguidores de Cristo.

A resposta de Jesus a João Batista é clara: Ide contar a João o que estais ouvindo e vendo. Pelos sinais, Jesus atesta a presença salvadora de Deus no meio dos homens. Para continuar no mundo a ação salvadora de Deus, os sinais que Jesus realizava devem continuar em seus seguidores.

Os nossos gestos revelam os sinais do Reino de Deus que já chegou. Os surdos, que vivem sem comunicação, tem em nós a Palavra viva de Deus que os desperta para a comunhão e o amor. Os cegos, presos nas trevas do egoísmo, vêem em nós que Deus os chama a abrir os olhos à luz. Os coxos, paralisados nas grades da sociedade, esperam de nós a Boa Nova da liberdade. Os pobres, sem voz nem vez, buscam nós o amor de Deus.          

Esta liturgia convida à alegria: ‘Alegrai-vos sempre no Senhor, de novo vos digo: alegrai-vos: o Senhor está perto!’ O mundo vive carente de alegria. A depressão tornou-se a doença dos tempos modernos. Muitos, na ânsia de ter alegria, agarram-se a coisas e pessoas, que, só lhes dão momentos fugazes de prazer. – A Boa Nova trazida no Natal é mensagem de alegria: Gabriel na anunciação, Isabel na visitação, Maria no Magnificat, os Anjos aos pastores…

A alegria é a marca de quem tem Jesus Cristo.

Dom Antonio Emidio Vilar, sdb
Bispo Diocesano


Artigos Recentes