ANO A – IV DOMINGO DO TC: Apresentação do Senhor

Há 40 dias do Natal, celebramos a Apresentação ao Senhor. Para a Lei mosaica, todo filho primogênito do sexo masculino, 40 dias depois do seu nascimento, é levado ao templo, e é oferecido a Deus. A mãe nesse dia é apresentada para sua purificação legal.

Ml 3,1-4 apresenta o mensageiro da Aliança, que entra no templo para estabelecer um pacto renovador e oferecer a oferenda devida.

Hb 2,14-18 afirma que Jesus é o Pontífice, que estende sua mão salvífica aos homens e expia com sua morte seus pecados.

Em Lc 2,22-40, Jesus entra pela primeira vez no templo e é apresentado a Deus. O texto diz: – Os pais Maria e José, com o filho Jesus, vão ao templo de Jerusalém para cumprir duas ordens da lei mosaica: apresentação do menino e a purificação da mãe aos 40 dias depois do parto. Jesus desde os primeiros dias de vida cumpre a vontade do Pai. Esse fato ensina aos pais de família que não basta se preocupar com educação, instrução, trabalho e posição social para os filhos. Devem consagrá-los ao Senhor desde o início da vida. Devem educá-los para uma vida cristã segundo o Evangelho. Não basta mandar os filhos à igreja ou à catequese. Esta obrigação exige uma convicção mais profunda. Educar na fé é muito mais que ensinar práticas religiosas.

As crianças aprendem mais com os olhos do que com os ouvidos. A vida cristã dos pais é o melhor método de ensinar catequese aos filhos. Se os pais rezam em casa, os filhos aprendem a rezar com eles; Se os pais lêem a Bíblia, os filhos aprendem a procurar a luz de sua vida na Palavra de Deus; Se os pais participam fielmente na comunidade cristã, os filhos seguem-nos e tornam-se cristãos empenhados; Se os pais praticam o amor, o perdão, a generosidade para com os irmãos, os filhos imitam. É assim que os pais cristãos da atualidade são chamados a “consagrar” seus filhos ao Senhor.

Simeão toma o menino nos braços e o oferece a todos os homens: Hoje, o número dos idosos aumenta. Simeão é um idoso exemplar: Justo e piedoso, que compreendeu o sentido da vida. Seus dias estão chegando ao fim, mas está feliz e pede ao Senhor que o acolha na sua paz. Não chora os anos da juventude, não se queixa da vida; conversa com Deus e olha para frente. Como é bom ver idosos que comunicam aos jovens a mesma alegria, o mesmo otimismo, a mesma esperança num futuro melhor em diálogo constante com Deus.

A Profetisa Ana, também idosa, de 84 anos, não se afasta do templo do Senhor. Não tem tempo para perder, não vai de casa em casa para conversas inúteis, fofocas. Ela sabe que os dias de sua vida são preciosos e devem ser vividos na intimidade com o Senhor e a serviço da comunidade. Mesmo com 84 anos, tem renovado ardor missionário, fala do menino às pessoas com quem se encontra. As pessoas idosas não se sentem inúteis quando esperam a vinda do Senhor, servem os irmãos e falam de Jesus a todos os que procuram o sentido da vida.

A Família voltou a Nazaré: E o menino crescia em idade, sabedoria e graça, diante de Deus e dos homens. A Família de Nazaré é modelo para as famílias, onde os filhos tem um apoio para crescer, em idade, sabedoria e graça, diante de Deus e dos homens.

Luz das Nações: A profecia de Simeão expressa a festa da Luz, da bênção das velas, das procissões e do compromisso de ser no mundo um reflexo da luz de Cristo.

Dom Antonio Emidio Vilar, sdb
Bispo Diocesano