Padres realizaram missão no Mato Grosso do Sul

A Igreja é missionária por sua própria natureza; esta afirmação é do decreto Ad Gentes, do Concílio Vaticano II: “A Igreja peregrina é, por sua natureza, missionária, visto que tem a sua origem, segundo o desígnio de Deus Pai, na missão do Filho e do Espírito Santo” (AG 2). O Papa Francisco tem estimulado toda a Igreja a viver num estado permanente de missão: “Saiamos, saiamos para oferecer a todos a vida de Jesus Cristo! … prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas, a uma Igreja enferma pelo fechamento e a comodidade de se agarrar às próprias seguranças …” (EG n. 49).

Nossa diocese de São João da Boa Vista colabora com a chamada “nova evangelização” por meio do trabalho missionário de vários padres, que estão servindo o povo de Deus em outras dioceses do Brasil e do mundo. Um deles é o padre Júlio Silva, que trabalha na diocese de Três Lagoas no Mato Grosso do Sul.

A Pastoral Presbiteral tem se esforçado por acompanhar estes padres através de encontros e visitas, que favoreçam a comunhão e integração entre os presbíteros e entres as igrejas particulares; estreitando assim, os laços de fraternidade e facilitando o intercâmbio de experiências.

Nesta intenção, nos dias 07 a 13 de janeiro, os padres Flávio Antônio Destro e Luiz Antônio Penna, acompanhados do Pe. Luciano Muterle Guidi, visitaram a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Três Lagoas, sede da diocese, onde está o Padre Júlio. Foram recebidos pelo bispo diocesano Dom Luiz Knupp, visitaram várias comunidades, participaram de celebrações e encontros de formação, oração e convivência.


Artigos Recentes