IIIº DOMINGO DE PÁSCOA: Fica conosco! – ANO A

O domingo dos discípulos de Emaús nos ajuda a descobrir Cristo vivo que está conosco pelos caminhos do mundo, muitas vezes sem ser reconhecido.

Em At 2,14.22-33 a comunidade cristã transformada pelo Espírito, deixou a segurança do Cenáculo e sai para testemunhar Jesus, em sua missão em Jerusalém e até aos confins da terra.

A pregação de Pedro é a catequese da Comunidade cristã primitiva sobre Jesus. Ele anuncia que Cristo ressuscitou, está vivo e salva a todos.

1Pd1,17-21 nos garante que Cristo está sempre entre nós e nos liberta da escravidão.

Em Lc 24,13-35, o Peregrino mostra aos discípulos de Emaús como reconhecer Cristo Ressuscitado. Os discípulos estavam tristes, desanimados, frustrados, deixaram a Comunidade e voltaram para casa, dispostos a esquecer o sonho. Aguardavam um Messias glorioso, um Rei poderoso, um Vencedor, e encontram um derrotado que morre na Cruz.

Surge então um Peregrino que caminha com eles, ouve seu desabafo, o assunto do momento: Jesus, Profeta poderoso em obras e palavras, diante de Deus e dos homens, teve um triste fim. O Peregrino lhes fala do Messias por meio das Escrituras. Eles O escutam com seus corações ardendo. No fim da tarde, os discípulos chegam em casa e fazem um convite: Fica conosco! Querem prolongar a agradável companhia. Eles ouvem a Palavra do Peregrino, lhe oferecem hospedagem em casa e Ele aceita não só para passar a noite, mas ficar com eles. À mesa, um gesto conhecido, da última ceia, a Eucaristia. Os olhos se abrem e eles reconhecem o Ressuscitado. A Palavra faz arder o coração. A fração do Pão faz abrir os olhos.

Cristo desaparece porque a Comunidade já tem os sinais de sua presença: sua Palavra e seu Pão partilhado. Mesmo invisível aos olhos, o Senhor está presente. Cabe a nós testemunhar e proclamar a fé: O Senhor ressuscitou! A Proclamação da alegria pascal não espera o dia amanhecer. A escuta atenta da Palavra e o repartir do pão abre os olhos e nos leva à Missão.

Em Emaús temos a Eucaristia: Jesus presente na Palavra de Deus escutada, meditada e partilhada. Aí, Ele nos dá novos caminhos e a coragem de continuar além dos fracassos. E Jesus está presente no Pão Partilhado. Na celebração comunitária da Eucaristia temos a experiência do encontro pessoal com Jesus Ressuscitado. A Comunidade é lugar privilegiado do encontro com Cristo Ressuscitado: esta foi a Experiência dos discípulos.

O Caminho de Emaús é nosso quando andamos tristes e abatidos pelos caminhos da vida, desiludidos, que a vida parece sem sentido. Esperávamos tanto e tudo acabou! Seja pela morte do parente, amigo, do fracasso nos empreendimentos, na família desunida. Quem sabe, o isolamento desta Quarentena! Parece que Deus sumiu! Ele vem ao nosso encontro e enche nosso coração de esperança, mesmo quando não o reconhecemos. Porque abandonar a luta? Jesus está conosco, vivo e ressuscitado. Como eles estavam angustiados pelo que aconteceu em Jerusalém. Nós, angustiados pela Pandemia, em isolamento social, em casa, pudemos participar de um modo único da celebração da Palavra e com fome da Eucaristia. Nossos olhos se abrem à luz do Ressuscitado e nos faz sentir-nos Comunidade, porque Ele está no meio de nós! Sim! Onde dois ou mais estão reunidos em seu nome, Ele está no meio de nós! Como os dois discípulos, digamos ao Peregrino de Emaús: Fica conosco, Senhor!