Dom Vilar divulga instruções para a Catequese nesse tempo de Pandemia

Estamos vivendo um tempo desafiador por conta da pandemia da Covid-19, restringindo ou protelando por ora dimensões caras para a vivência cristã, a saber: comunitária, litúrgica e pastoral. A catequese, prioridade pastoral em nossas paróquias ocupa um espaço importantíssimo dentro dessas restrições: é necessária a partilha e convivência entre os irmãos para que haja comunidade; é necessária a vivência e experiência litúrgica, pois não há catequese se esta não for vinculada à liturgia; é necessária uma iniciativa criativa pastoral nos encontros catequéticos.

Nesse sentido, tenho acompanhado com zelo de pastor o caminhar de nossa catequese diocesana e quero agradecer o trabalho ministerial exercido pelos catequistas de todas as paróquias. Deus seja louvado pelo dom e o serviço oferecido por cada um(a) de vocês.

Para melhor nos organizar e viver em comunhão quero com voz de pastor orientar o seguinte:

1. Incentivamos que os catequistas continuem mantendo contato com os catequizandos servindo-se das redes sociais. Podem usar da criatividade para momentos de oração e de partilha da Palavra de Deus, bem como de temas da espiritualidade que ajude os catequizandos e suas famílias a viverem esse período.

2. A catequese como processo de Iniciação à Vida Cristã. A pandemia levou o sistema de educação a inovar na aplicação e desenvolvimento das disciplinas. Muitas escolas e universidades adotaram o estudo em casa por vídeos conferências ou textos enviados por redes sociais ou e-mails. Afirmo que a catequese não se encaixa neste sistema de ensino. Não se trata de concluir conteúdos de apostilas ou terminar a etapa para receber os ritos e/ou os sacramentos, trata-se “de uma iniciação à vida de fé: é o deslocamento de uma catequese simplesmente doutrinal para um modelo mais experiencial.” (DNC, 13a).

Assim sendo, mesmo que estejam acontecendo encontros online eles não serão contados como encontro presencial. Os encontros presenciais devem ser retomados de onde pararam antes da pandemia.

3. A primeira Eucaristia agendada para este ano seja suspensa e agenda oportunamente quando estabelecer as celebrações eucarísticas em nossa diocese e quando concluir de modo presencial as etapas anteriores que levam a este sacramento. Cabe, portanto, ao pároco organizar e agendar em comum acordo com as decisões tomadas pelos órgãos públicos e eclesial.

4. O retorno dos encontros catequéticos. Os encontros catequéticos ficarão suspensos até segunda ordem. Seu retorno se dará quando o sistema de educação em nossas cidades começarem a flexibilizar as aulas. Assim, retornaremos com caráter catequético nossos encontros, respeitado estritamente as orientações impostas pela vigilância de saúde de cada município.

5. O Sacramento da Crisma. As Crismas agendadas neste ano estão suspensas temporariamente. Assim, na ocasião oportuna comunicarei os senhores párocos para que possamos reagendar ou reafirmar a data programada.

Uno-me em oração a cada um de vocês e juntos rezemos a Deus para que nos seja providente diante de nossos trabalhos pastorais.

Que Maria Santíssima, primeira catequista e modelo de cristã e Sant’Ana, padroeira dos catequistas de nossa diocese intercedam junto a Jesus por nós. Com elevada estima e carinho, a minha bênção a todos.

Dom Antônio Emídio Vilar, sdb
Bispo Diocesano


Artigos Recentes