DEDICAÇÃO DA IGREJA E DO ALTAR DA MATRIZ SÃO JOÃO BATISTA EM ITAQUI

Neste último, 29 de agosto, Memória do Martírio de São João Batista, a Paróquia de São João, presente no Distrito do Itaqui em Mogi Guaçu/SP, teve a alegria de celebrar a Dedicação da Igreja e do Altar de sua Matriz Paroquial. Uma das celebrações de maior importância para a vida de uma comunidade cristã.
Tal rito denota que não apenas o prédio onde se celebra o Culto Divino é reservado a Deus, mas que também toda a Comunidade, pastores e fiéis leigos, devem reconhecer sua dimensão de consagração a Deus. Deste modo, quando se reúnem para celebrar a Fé exercem o Sacerdócio de Cristo que continua através dos séculos dando vida a todos os que se aproximam Dele.

A comunidade paroquial do Itaqui muito se alegrou com a Dedicação de sua casa Mãe, sinal da unidade paroquial. Não foi apenas momento ritual, mas também de recordação e memória de tantos esforços que os levaram a construir uma Casa de Oração. Muitos leigos lembraram de quando o templo começou a ser levantado, das fundações do prédio, das festas realizadas em prol da construção deste lugar de oração. Neste exercício de recordar o passado e atualizá-lo com a ação de Jesus Cristo foi possível ver que a Liturgia incide na vida da comunidade cristã, pois na memória da História paroquial foi possível perceber a ação de Deus que transforma e alegra a vida das pessoas.

Todos elementos arquitetônicos e de arte sacra harmonizam-se ente si para comunicar a mensagem do Evangelho. Queremos nos deter no ícone principal da igreja dedicada: ao centro do Presbitério encontramos o ícone do Cristo Bom Pastor, que traz em si as marcas da Paixão, o arco à sua volta indica que Nele já não há mais espaço ou tempo, pois uma vez vencida a morte pela Ressurreição encontra-se na Eternidade. Sua mão direita em sinal de benção, possui dois dedos levantados indicando sua Divindade e Humanidade que não podem ser separadas. No colo do Senhor repousa um cordeiro, pois assim como o Batista nos diz Cristo é o Cordeiro que tira o pecado do mundo (Jo 1,29-34). Passando pela mão esquerda do Senhor e pelo cordeiro temos um cajado que irrompe a Eternidade chegando ao céu e a terra, aqui a Teologia no mostra que podemos pela ação cristológica fazer que já aqui na Terra se comece a vivenciar a Eternidade. No céu vemos a representação clássica do Espírito que desce para santificar o mundo, através de seus dons representados pelas sete estrelas no céu. A baixo do ícone do Senhor encontramos uma parreira com sete cachos de uva, sinal da Igreja e dos Sete Sacramentos, e é também onde está a cadeira da presidência litúrgica, como uma forma de mostrar que a Comunidade Cristã reunida com seus pastores e fiéis, em torno da Palavra e da Eucaristia vivenciam na Liturgia sua entrada no Reino de Cristo.

Agradecemos todo o empenho da Paróquia São João Batista e do padre Ricardo Alexandre que entregam à nossa Igreja Particular de São João da Boa Vista uma igreja com uma profunda catequese sobre a vida cristã.

 

Pe. Rogério Ramazotti Calelo
Mestre de Cerimônias