PADRE GEORGE PETER JEPSEN ACABA DE FALECER

A missa será amanhã, às 13h, na Matriz Senhor Bom Jesus, em seguida o sepultamento.

Às 17h15, recebi uma ligação do Padre Rafael Fabiano: o Padre George acabava de falecer em suas mãos. Deus dê o descanso eterno a este nosso guerreiro, grande missionário de nossa Diocese, que celebra 60 anos e lhe outorga a comenda Dom Tomás Vaquero por sua presença e atuação! E Deus recompense o Padre Fabiano, o seu anjo da guarda nestes seus últimos anos!

Padre George nasceu no dia 18 de maio de 1933, em Alameda, Estado da Califórnia, Estados Unidos. Seus pais foram Ralph Matessen Jepsen e Elsie Angelina Queriolo. Depois de seus estudos elementares em Alameda, foi convocado e serviu na Guerra da Coréia, de 25 de junho de 1950 a 27 de julho de 1953, no contexto macro da Guerra Fria.

Fez graduação em Psicologia Social pela Universidade São Francisco de San Francisco, Califórnia, e graduação em Filosofia, pela Universidade de Belmont, em Carolina do Norte, EUA. Sua graduação em teologia foi pela Universidade Católica da América, em Washington. Foi ordenado diácono e sacerdote por Dom José Damase Laberge, OFM, Vigário Apostólico de San José de Amazonas (Peru). Sua ordenação diaconal foi na Capela Catholic University of America, em Washington. Sua ordenação sacerdotal foi em 31 de Julho de 1965, na Capela Jesuíta, em Washington.

É padre ligado à Sociedade dos Missionários dos Santos Apóstolos. Veio para o Brasil pouco tempo depois de sua ordenação, com a missão de abrir uma casa dos Missionários dos Santos Apóstolos na cidade de Campinas-SP, foi o pioneiro de sua Comunidade Religiosa no Brasil.

Foi pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecidinha, em Campinas, de 1965 a 1973; da Paróquia São Judas Tadeu, em Itapira, de 1973 a 1980; foi membro do Conselho Geral dos Missionários dos Santos Apóstolos nos Estados Unidos. Voltando ao Brasil, assumiu a Paróquia Nossa Senhora das Brotas, em Lindóia, de 1981 a 1983; todas essas paróquias, na época, pertencentes à Arquidiocese de Campinas.

Em 1983 deu-se a sua transferência para a Diocese de São João da Boa Vista. Trabalhou, em 1983 e 1984, como Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Mogi Guaçu. Em 08 de Outubro de 1984, tomou posse como 23°. pároco da Paróquia Senhor Bom Jesus, em Aguaí, SP.

Durante seis anos (1995 a 2000) foi o Responsável Nacional dos Missionários dos Santos Apóstolos. Na Diocese de São João da Boa Vista, foi coordenador diocesano da Pastoral do Mundo do Trabalho e foi professor, de 1992 a 2010, na Seminário Diocesano Coração de Maria, em São João da Boa Vista, tendo lecionado Espiritualidade, História da Igreja, História das Religiões, Antropologia Cultural e Estética. Foi também diretor espiritual no Seminário São João Maria Vianney, em São João da Boa Vista.

Como pároco da Paróquia do Senhor Bom Jesus de Aguaí, Pe. George foi o grande incentivador das comunidades eclesiais, hoje presentes em todos os bairros da cidade, promovendo a vida de fé e contribuindo na promoção social dos que habitam os bairros. Durante seu pastoreio foram iniciadas as comunidades: São Pedro (Jardim Primavera), Santa Cruz (Teotônio Vilela, Siriri), São Sebastião da Colina (Vista da Colina), São José (Vila São José, Vila Paraíso, Center City), Santa Rita (Vila Bom Gosto, Santa Úrsula), São Sebastião (Dos anjos), São Judas Tadeu (Vila Braga), Santa Luzia (Vila Regina, Montevidéu), São Francisco (Vila Rehder), Imaculada Conceição (Jardim Aeroporto), São Francisco (Taquarantã) e Santo Expedito (Sete Cabeças). E as comunidades que já existiam foram reanimadas e incentivadas. Também acolheu e incentivou os diversos movimentos na Paróquia, como a Renovação Carismática Católica, o Apostolado da Oração, o Movimento da Mãe Rainha, o Encontro de Casais com Cristo, o Amor Exigente, o Alcoólicos Anônimos, e as diversas pastorais. Foi marcante, em seu ministério, o zelo pastoral e o espaço que deu à participação dos leigos e leigas, adultos e jovens, no trabalho pastoral da Igreja. Em Aguaí, foi ainda membro do Conselho Municipal de Entorpecentes.

Em 18 de dezembro de 2011, tornou-se Vigário Paroquial da Paróquia Senhor Bom Jesus de Aguaí, por estar com a idade avançada e a saúde se debilitando gradativamente. No dia 31 de julho de 2015, celebrou 50 anos de Ordenação Presbiteral em Solene Eucaristia, presidida pelo bispo diocesano, Dom David Dias Pimentel, que reuniu toda a Diocese de São João da Boa Vista no Clube de Campo de Aguaí. Na ocasião, Pe. George já estava em cadeira de rodas e sofrendo do mal de Alzheimer.

Hoje, Jesus veio ao seu encontro para levá-lo à casa do Pai. Como bispo da Diocese louvo ao Senhor por nos ter dado de presente o Padre George. Que seu exemplo possa ser semente de mais vocações sacerdotais para nossa Igreja particular, que está celebrando sessenta anos de uma linda história.


Dom Antonio Emidio Vilar, SDB

 


Artigos Recentes