PESCADORES DE HOMENS

A liturgia desse final de semana nos fala do chamado de Deus e da resposta humana. O chamado é gratuito, sem que o mereçamos. A resposta pede um caminho de conversão pessoal e identificação com Jesus.

Deus envia o Profeta Jonas para pregar a conversão aos habitantes de Nínive (Jn 3,1-5.10). Os ninivitas se dispõem a escutar os apelos de Deus e a percorrer um caminho imediato de conversão. Eles são um modelo de resposta ao chamado de Deus.

Na primeira carta aos Coríntios (1Cor 7,29-31), Paulo lembra que as coisas deste mundo são passageiras e não devem ser absolutizadas. Deus convida o cristão que caminha na história a priorizar o Reino de Deus e a se converter aos seus valores eternos.

No início do Evangelho de Marcos (Mc 1,14-20), Jesus convida seus discípulos a formarem comunidade. Ao começar sua vida pública em povoados afastados e desconhecidos da Galileia pagã, anuncia: “O tempo já se completou! O Reino de Deus está próximo”. Israel esperava há muito tempo o Reino de Deus, mundo novo de Paz e prosperidade. Agora este tempo chegou! As promessas se cumpriram! As condições para participar do Reino são duas: Converter e crer no Evangelho!

1. Converter-se não é mudar de religião, mas mudar de mente e de coração, é reformular os valores da vida para que Deus ocupe o primeiro lugar, é rever e tirar de nós tudo o que nos afasta de Deus e dos irmãos. Todos somos chamados à conversão!

2. Crer no Evangelho não é só saber o que está escrito num livro, é aceitar Cristo e o que Ele nos propõe, é escutar sua Palavra e conformar a vida aos seus mandamentos que se resumem num só: o amor a Deus e ao próximo.

Cristo inaugura o Reino e nos chama a continuar e completar esse Reino. Ele chama: “Vinde comigo e farei de vós pescadores de homens!” Ele convida primeiro a estar com Ele e depois os envia a evangelizar. E escolhe pessoas simples, pobres, ignorantes, rudes. Não escolhe sacerdotes de Jerusalém, fariseus e escribas, grandes conhecedores da Bíblia. Sua escolha é outra, pois Deus não se atém à aparência das pessoas, mas à fé, humildade e simplicidade.

O Chamado continua hoje. Cada um recebe o chamado à conversão e a seguir Jesus. Ele chama pessoas normais, no simples exercício de sua profissão. Ele não os chama se estão rezando ou fazendo algo extraordinário. O chamado para segui-Lo, servindo ao Reino. É um chamado radical e incondicional que pede resposta imediata, desapego e fidelidade na comunidade do Reino. O chamado é para aderir à pessoa de Jesus e fazer uma experiência de vida em aprender com Ele a viver no amor a Deus e aos irmãos.

O batizado chamado a ser discípulo de Jesus em sua missão, deve converter-se e acreditar no Evangelho para segui-Lo. Ele diz: “Vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens”. Quem tem medo e se sente incapaz, olhe os pescadores da Galileia, pobres e ignorantes, mas generosos e destemidos. Largam tudo e seguem a Jesus que lhes diz: “Convertei-vos e crede no evangelho!”

Dom Antonio Emidio Vilar, SDB
 


Artigos Recentes