Saiu o semeador a lançar sementes…

         Os tempos atuais estão marcados por uma mistura de sentimentos que se confundem entre insegurança, incerteza, insatisfação e autossuficiência. Nunca antes na história do nosso país se fez tanta disseminação de notícias falsas como o que se vê hoje em dia! E isso não é novo; pois a “propaganda” –mesmo falsa- “é a alma do negócio”. Assim foi na construção da “torre de Babel” que tornaria as pessoas famosas e atingiria o céu; assim aconteceu naquela conversa entre Eva e a serpente no jardim do Paraíso; assim acontece com propaganda que engana e não entrega o que promete. Creio que a raiz de muita confusão está aí; a enganação é o “artifício” para disfarçar a mentira que se instala na sociedade.

         “Eis que o semeador saiu a semear”… lemos no evangelho segundo Marcos. A Semente que é o Evangelho, a Palavra de Deus é semeada no campo do mundo. As varias situações que a semente encontra, referem-se ao modo como as pessoas se encontram e acolhem a “Boa nova” e, consequentemente aos frutos que produzem. Beira de caminho, pedregulho, espinheiros são tipos de pessoas que até conhecem, ouviram falar do Evangelho, aprenderam alguma frase, citam frase da Bíblia em discursos, imprimem nas camisetas, contudo não se verificam atitudes nas quais essas frases da Bíblia dirigindo a vida ou os costumes de quem as proclama. Por vezes o que se nota é o contrário, e se faz um uso errado para justificar a não prática do ensinamento evangélico. Triste!! Mas Jesus fala as parábolas justamente para que os que têm coração puro O compreendam; esses simples de coração não se desviam e nem vão atrás dos boatos e mexericos de gente mentirosa; acolhem a Palavra da Verdade e a fazem frutificar.

         A missão de todo cristão é acender a Luz da Verdade que clareia a realidade, a sociedade e a nossa comunidade, afinal “a Verdade liberta” porque é luz, é sal e fermento que dá ânimo e faz crescer o Reino de Deus entre nós e livrando-nos de qualquer tipo de escravidão.

         Nossa história conheceu personagens maléficas que faziam propagandas mentirosas com a intenção de convencer os menos informados e assim implantarem ditaduras sufocantes. E o grave risco que corremos é de nos confundirmos com propagandas feitas por profissionais bem treinados e endinheirados para levar nosso povo ao engano, ceifar a esperança e amordaçar a fé em nome de um projeto que não combina com o Evangelho de Jesus.

         Nossa missão é fazer frutificar a vida, a verdade e liberar o acesso ao único Caminho sem pedágios que nos conduz à felicidade perfeita.

         Pe. João Paulo Ferreira Ielo  


Artigos Recentes