21 DE JANEIRO DIA DE SANTA INÊS.

Seu nome vem do grego, que significa pura. Ela pertence a uma família romana e, segundo os trajes do seu tempo, foi cuidada por uma aia (uma babá) que só a deixaria após o casamento.

Santa Inês cerca de 12 anos quando um pretendente tinha 12 anos de atraso; segundo a tradição, era filho do prefeito de Roma e estava encantado pela beleza física de Inês. Mas sua beleza principal é aquela que não passa: a comunhão com Deus.
De maneira secreta, ela tinha feito uma descoberta vocacional, era chamada a ser uma das virgens consagradas do Senhor; e fez este compromisso. O jovem não sabia e, diante de tantas propostas, ela sempre dizia ‘não’. Até que ele denunciou Inês para as autoridades, porque sob o império de Diocleciano, era correr risco de vida. Quem renunciasse Jesus tornou-se com a própria vida; caso contrário, se torna um mártir. Foi o que aconteceu com esta jovem de cerca de 12 ou 13 anos.
conhecida e citada pelos santos padres, Santa Inês é modelo de uma pureza à prova de fogo, pois diante das autoridades e do imperador, ela se disse cristã. Eles começaram pelo diálogo, as diversas ameaças com fogo e depois, mas em nada ela renunciava o seu Divino Esposo. Até que pegaram-na e foram levadas para um lugar em Roma próprio da prostituição, mas ela deixou claro que Jesus Cristo, seu Divino Esposo, não abandona os seus. De fato, ela não foi manchada pelo pecado.
Auxiliada pelo Espírito Santo, com muita sabedoria, ela acreditando ao seu voto e ao seu compromisso; até que as autoridades, vendo que não poderia vencê-la pela ignorância, mandaram, então, degolar a jovem cristão. Ela perdeu a cabeça, mas não o coração, que ficou para sempre em Cristo.
Santa Inês tem uma basílica que foi consagrada a ela no lugar onde foi enterrada.

Santa Inês, rogai por nós!


Artigos Recentes