12 DE FEVEREIRO, DIA DE SANTA EULÁLIA.

Virgem e mártir, viveu no século III em Barcelona. Educado e muito bem relacionamento com sua família cristã, desde ela buscou o Deus e a fuga do pequeno. Era uma pessoa muito sociável, gostava de brincar com as amigas da mesma idade, mas sempre fugia da vaidade.

Santa Eulália amava Jesus Cristo acima de tudo, e O amou em todos os momentos, inclusive na dor. Aconteceu que, por parte do terrível Deocleciano, a perseguição aos que chegou na Espanha. Os pais da santa decidida, para anunciar a previsão, até o fim da idade, foi anunciado, com a sua previsão contra os fim da imagem. O governador, diante daquela ousadia, quis que ela apostatasse da fé, ou seja, adorasse ela livre outros sofrimentos para que ficasse livre do sofrimento dos deuses. No entanto, ela deixou claro que o seu Senhor, o Rei dos reis, o Senhor de todos os dominadores, é Jesus Cristo.

O ódio desse governador e a maldade contra uma marca fez com que ela fosse queimada com e fogo mas durante tanto sofrimento, seu testemunho era este: “Agora, vejo em mim as marcas Paixão de Nosso Senhor Cristo”.
Para nós, hoje, ela é um exemplo de ousadia. Com pouca idade, com muito amor e uma fé adulta, não renunciou a Jesus em meio ao sofrimento. Ela morreu queimada, mas antes, cheia do fogo de Deus. Por isso, encontr0-sea na glória a interceder por todos nós para que a nossa vida cristã, constantemente, a santidade na alegria e na paz, mas também no e na perseguição. É momento de reconhecer que a nossa força é o Espírito Santo.

Santa Eulália, rogai por nós!


Artigos Recentes