REFLEXÕES

“Permanecei no meu amor”- VI Domingo de Páscoa B

Jesus, após a ceia, ao se despedir de seus discípulos, lhes deixa algumas importantes recomendações que os identificará como seus amigos, seus irmãos. “Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor.” Permanecer no amor de Cristo não é viver de nostalgia, uma saudade que só faz olhar para trás,

Leia mais +

O DELÍRIO DA ONIPOTÊNCIA – Pe. João Paulo Ferreira Ielo

Na sexta-feira santa de 2020, todos contemplamos e adoramos a Cruz de nosso Senhor à distância, online, pois o vírus que assustava e matava, praticamente nos deixava inertes. Nesse dia, enquanto assistia pela televisão a celebração do Papa Francisco, ouvi o pregador da Casa Pontifícia afirmar que “o vírus nos despertou de nosso delírio de

Leia mais +

EU SOU A VIDEIRA E MEU PAI É O AGRICULTOR !

5º domingo de Páscoa B. A imagem da videira e dos ramos é bastante sugestiva para que entendamos a necessidade de vivermos unidos e que valorizemos a unidade. Uma imagem também carregada de significado, pois Israel é chamado pelos profetas de “a Vinha do Senhor”; assim, Jesus se utiliza da imagem deveras conhecida no seu

Leia mais +

FÉ, INTELIGÊNCIA E VACINAS

Este ano se iniciou trazendo junto aquela impressão de que o ano passado ainda não havia terminado; o fardo da pandemia deixou a luz do fim do túnel mais longe de se ver e os “profetas do fim do mundo” deitam e rolam em cima das preocupações e medos que as pessoas carregam consigo. E

Leia mais +

MESTRE, ONDE MORAS?

O início do Tempo Comum fala dos primeiros momentos da vida pública de Jesus. Os encontros de Jesus com os discípulos mostram o chamado que faz a cada um deles. No primeiro livro de Samuel (cf. 1 Sm 3,3b-10-19), no silêncio da noite, Deus chama Samuel cuja vocação é iniciativa misteriosa e gratuita de Deus.

Leia mais +

O SENHOR VEM!

O Ano Litúrgico começa com o Advento. É um convite a vigiar e acolher o Senhor que vem! É tempo de espera da segunda vinda de Cristo no fim dos tempos (primeira e segunda semanas) e de preparação da primeira vinda do Filho de Deus no Natal (terceira e quarta semanas). No livro de saías

Leia mais +